ECONOMIA


À saída da cerimónia de inauguração das novas instalações do novo ninho de empresas tecnológicas em Odivelas, questionamos o Sr. Primeiro Ministro sobre o assunto que enche os jornais online de todo o mundo.

P-Então o Estado sempre usou a golden-share
R- Usou o quê?
P- A golden-share.
R- Ai usou?
P- Então o sr. não sabe?
R- Não vi o jogo até ao fim, mas quem entrou  foi o Deco ?- não pude assistir à 2ª parte - tive de ir a uma reunião com banqueiros, por causa da PT e...
P- Mas é disso que estamos a falar...
R- Bem sobre isso, o que tenho a informar os portugueses, é que fizemos o melhor para Portugal. A proposta é irrecusável e os accionistas estão de acordo, portanto vamos agir conforme o interesse da maioria, pois é um bom encaixe para os bancos accionistas, que estão muito necessitados de recursos. O valor proposto por metade da Vivo é superior ao valor da PT em bolsa (foi o que ouvi dizer...)
P- Mas Sr. PM o Estado vetou o negócio...
R- Claro que votou, pois se estavam lá os representantes do Governo e da CGD, tinham de votar.
P- Não só votou como vetou....
R- Vetou? Vetou com quê...?
P- Com a golden-share....
R- Como é possível, se sou eu que a trago aqui na minha carteira?
P- Mas que trapalhada....
R- Pois é, veja aqui o golden card, para ver como falo verdade, pois desconfiam de tudo o que digo..
P- Mas isso é um cartão de crédito...
R- Claro, o que queria que fosse, mas golden...
P- Sr. Primeiro Ministro o Estado vetou a venda da Vivo.
R- Ai vetou?
P- Claro, impediu o negócio...e deve ter sido por sua indicação...
R- Veja lá como fala, eu não tive nada a ver com isso, como membro do Governo não sei de nada, informalmente é natural que tenha falado com alguns amigos, mas já nem me lembro de nada...
P- Mas isso foi ontem....com os banqueiros...
R- Pode ter sido, mas não me recordo.
P- Isso vai criar dificuldades em Bruxelas....
R- Não vai nada, mas quem vetou?
P- Foi o representante do governo...
R- Quem foi o filho....da ....nação que fez isso?
P- Segundo se sabe foi um enviado do Teixeira dos Tantos...
R- Ai foi....esse é outro filho da ....nação, mas pronto se vetou...tá vetado...
P- O que nos diz sobre isso?
R- Que vender aos espanhóis era capitular. A Vivo é uma empresa viva e que nos vai dar muitas alegrias. Vender por aquele preço era um escândalo, temos de manter a nossa estratégia de internacionalização.
P- E os accionistas que foram muito penalizados?
R- Vou falar com o Teixeira, para os isentar nas SCUTS, na realidade temos de dar um incentivo a essa gente.
P- E se Bruxelas anular a golden-share?
R- Mudo de banco.

Foram estas as apressadas palavras do PM, que acabava de inaugurar as modernas instalações do CTI de Odivelas.

FLASH INTERVIEW-PROF. QUEIRÓS

  Portugal foi eliminado do Mundial. Ouvimos o Prof. Queirós no flash intervew exclusivo para o JRW.

P- Prof. não deveríamos ter sido mais audazes e não esperar o que a Espanha, tomasse a completa iniciativa do jogo?
R- Nós fomos fantásticos, a posse de bola foi deles, cerca de 70 %, porque vocês sabem a polémica com a bola utilizada neste mundial. Toda a gente se queixa de que a bola não é redonda e momentos houve em que se via perfeitamente que era quadrada para alguns dos nossos jogadores, caso do Cristiano. Os espanhóis têm mais facilidade com as bolas quadradas e bicudas. Fosse a bola redonda e até o Simão e o Danny, tinham tocado nela...
P- Mas o Fábio Coentrão, o Carvalho, Hugo Almeida e o Eduardo estiveram muito bem...
R- Eu repreendi-os ao intervalo, pois estavam a ter pouca camaradagem, deviam olhar os companheiros, respeitá-los e deixarem-se daquelas saliências que desequilibraram a equipe....
P- O Ronaldo nunca se deu por ele...
R- Nem era para dar, as instruções que teve foi de sair sempre da zona da bola e ser o mais discreto possível, para acabar de vez com esses comentários de que é uma estrela e que pouco joga na selecção. Cumpriu em todos os jogos, continuou a não jogar nada, mas sempre com discrição, teve aquela infelicidade com a Coreia, em que a bola entrou sem ele querer, mas seguiu à risca a estratégia delineada para este mundial. Não conseguiu chegar aos 36 meses sem marcar golos, que seria um recorde para um avançado da selecção, mas paciência, fez tudo por isso.
P- Para capitão de equipe, foi estranho ser o único que não cantou o hino...
R- Qual hino? O rapaz estava a aprender o inglês e mandam-no para Espanha, ainda não sabia a letra toda, vem para a selecção, é natural que na hora de cantar ele faça uma rapsódia e misture os 3 hinos....disse-lhe “Cris, não cantes nada, olha para o céu, lembra-te que não ganhaste nada este ano e naturalmente as lágrimas vêm-te aos olhos e os portugueses vão perceber o teu amor às camisolas...”
P- Na saída apressada no final do jogo, Ronaldo disse para falar com o Prof. para explicar o porquê da derrota, o que pensa?
R- Ele saiu sem saber o resultado final, pediu-me para o substituir no prolongamento, pois tinha de apanhar o jacto, a namorada russa estava à espera dele para jantar. Não quis decepcionar o jogador, que tão bem cumpriu a minha estratégia, exceptuando como já referi, aquele azar com a Coreia e deixei-o ir sem lhe dizer que tínhamos perdido.
P- Deco também disse que o ambiente na equipe, era bom....mas entre os jogadores....a insinuação é estranha....
R- Não é, o que Deco quis dizer é que o ambiente entre os jogadores foi bom, mas com a equipa técnica foi excepcional..
P- A Espanha fez para acontecer , nós esperamos que acontecesse, esta crítica parece-lhe justa?
R- Não, porque a nós aconteceu o que não esperávamos e a Espanha não esperou e... aconteceu...
P- Vai feliz deste mundial?
R- Vou muito feliz. Não nego que vinha preocupado com a hipótese de ganhar o campeonato, o que contrariava toda a minha carreira, pois como sabem nunca ganhei nada como treinador principal. Tive um particular cuidado nos jogadores convocados, para que não corresse riscos de uma campanha vitoriosa. Apostei no Pepe, porque me dava garantias de pouca produção, com 6 meses parado. Mas há sempre imponderáveis que não se controlam e quem anda no futebol sabe-o bem. A passagem aos oitavos preocupou-me, mas a Espanha encarregou-se de me dar razão. Portanto tenho motivos para estar orgulhoso desta campanha. Os jogadores, fora aquelas excepções que já referi, foram inexcedíveis no cumprimento do plano e os Portugueses podem ter orgulho na selecção.
P- Vai-se manter no comando do team?

R- No comando do team propriamente dito, nunca estive, mas vou manter as minhas funções como até aqui. Pretendo revolucionar a preparação da equipe nacional para o próximo europeu. Na convocatória doa a quem doer, não cabem jogadores como: Eduardo, Coentrão, Ricardo Carvalho e Bruno Alves, que só complicam o processo de jogo e desequilibram o nível global da equipe.
Foram estas as palavras do Prof. Queirós no final do jogo com a Espanha, em exclusivo para o JRW.

PORTUGAL O- COREIA O




          Vídeo com a versão norte-coreana do jogo dos 7-0

Portugal não está nos oitavos-de-final do Mundial. Não ganhámos 7-0 à Coreia do Norte. O Brasil perdeu com a Coreia e Cristiano Ronaldo pode vir a terminar a carreira em Pyongyang. Não acredita? Veja o vídeo

O JRW desafiando mil perigos, foi a Pyongyang e falou com um sobrinho de Kim Jong-il, pois este muito amavelmente se escusou a receber-nos, por razões relacionadas com o fabrico de uma nova bomba à base de lixívia enriquecida, em Yongbyon.
Tony Jong-il aceitou uma conversa com o JRW, para esclarecer esse escândalo que é o filme que passa na TV coreana, dando a Coreia do Norte como vencedora do Brasil e empatando com Portugal 0-0, no Mundial a decorrer na África do Sul, como demonstra o video.
P-Tony como é possível a TV coreana VC News ter apresentado aquele video, enganando a população?
R- Aqui não se engana ninguém....
P-Como?????então o Brasil ganhou por 2-1 e Portugal 7-0. Até a Costa do Marfim vos enfiou 3....
R-Você viu os jogos?
P-Vimos na televisão...
R- Ah....(com uma gargalhada...) essa propaganda das forças reaccionárias, do capitalismo internacional sem escrúpulos e dos seus fantoches asiáticos. Tudo falso. A TV só mostrou filmes montados em estúdio. Nós ganhamos ao Brasil por 1-0 e empatamos 0-0 com Portugal....com a Costa do Marfim ainda não se sabe, pois só jogamos na próxima semana.
P-Mas Tony, você está a laborar num completo logro. A Coreia do Norte perdeu os 3 jogos....
R- Não insista, ou ainda se vai dar mal. A Coreia deu uma lição de basebal a essa canalha de imperialistas e suas marionetes. A Coreia do Norte não se submete aos poderes capitalistas que só querem esmagar o nosso povo...
P- Pois está bem Tony Jong, ok não ganhamos por 7, mas por 3 pode ser?
R- Não insista- replicou com ar ameaçador Jong, dando um sinal com os olhos para uns guardas vermelhos, que assistiam à entrevista-
P- Pronto ok, empatamos 0-0, não há dúvida, e o Brasil caiu ao poder popular por 2-0, acho melhor 2 a 0, que por 1 a zero. Já agora ficam em 2ª e nós em 1º, isto até vocês jogarem com a Costa do Marfim. É prá semana não é?
R- Exactamente, na próxima 4ª feira.
P- Pois claro, eu é que ando meio confuso, portanto... como vocês vão ganhar à Costa do Marfim, o 2º lugar vai ser entre nós e o Brasil.....já estou a ver....então Tony desculpe lá... vocês ganharam ao Brasil por 3-0, porque o 2º lugar vai ser decidido por golos e assim a gente tembém se qualifica ...já que ficamos em 2º de qualquer modo, sempre é melhor a Coreia que o Brasil. Pode ser?
R- Isso pode ser, não vejo problema nenhum....-resposta de Jong, visivelmente satisfeito e dando nova indicação com os olhos para os guardas, para se retirarem, pois eu já tinha entendido tudo e já não se justificavam os choques eléctricos e a tortura do sono, para perceber a coisa...-
P-Tony, resolvido esse pequeno desentendimento, agora completamente sanado, pois já enviei um sms a rectificar esses resultados maldosos e de que também não sei a proveniência. Estou a pensar que talvez tenha sido o Madail....
R- Quem é esse palhaço imperialista e ao serviço do grande capital?
P- Eh Tony, mas afinal você conhece-o?
R- Aqui tudo se sabe..- retorquiu Tony, com a vaidade de perceber a nossa estupefação.-Estupefacção essa, não pelas qualidades apontadas por Tony Jong-il, que todos as conhecemos, mas por ser num país longínquo e algo fechado ao ocidente.
P- Bem, mas mudando de assunto, então o Cristiano Ronaldo vem para Pyongyang?
R- Está contratado...
P- Pagaram a cláusula de rescisão ao Real Madrid?
R- Como??? Pagar o quê??? -novamente furioso-
P- A indemnização...-eu meio a modos que com receio-
R- A esses imperialistas ao serviço da escumalha opressora do Heróico Povo da Coreia do Norte? Nunca, jamais por tempo algum...(ponho tudo em maiúsculas para não ser incomodado)
P- Mas então como vem o Ronaldo para cá?
R- Como os outros....no avião do Glorioso Exército do Heróico Povo Coreano...
P-???????
R- Ou vinha a bem ou levava com um míssil na ilha....
P- Ah já percebi, foi por acordo a custo zero....
R- Exactamente, ele na entrevista disse que queria vir para cá, porque já não aguenta a pressão dos sequazes do capitalismo e seus paus mandados, nem dessa clique de imperialistas....
P- Então estava a referir-se ao Mourinho?
R-Eu também sei quem é esse canalha, esse cão ao serviço dos interesses malévolos desses ingleses, italianos e espanhóis....expulso de Portugal por esse grande educador da classe operária, que é o Pinto Costa, que não pactua com esses traidores a soldo das mafias russas.
P- Bem Tony, é melhor ficar por aqui, já que estou completamente esclarecido e levo aqui material fresco e revolucionário, para publicar.
R- Muito bem Rimante, fresco e revolucionário, palavras sábias...vai em paz, pois a Gloriosa República do Heróico Povo Coreano, é uma terra de paz e concórdia...vai que os guardas acompanham-te até ao avião. Mas atenção, se por acaso, "trocares" a conversa que tivemos, já sabes...vais comer o pó que todos os canalhas ao serviço do imperialismo, vão comer...
P- Oh  Tony!!!! até me zango, se pensa isso....quero dizer....zango-me... mas pouco... claro que não vou trocar nada....repare: 1º Resultados do mundial: Heróico Povo da Coreia 3-Brasil-0; Portugal 0-Heróico Povo da Coreia-0. Prá semana: Heróico Povo da Coreia 2-Costa do Marfim-0 (pode ser? ou quer mais 1?)
R-3-1.
P-Ok. Está rectificado....tema Cristiano: Vai por acordo com o Pyongyang Futebol Clube, a custo zero.Tudo certo?
R- Muito bem, bem me tinham dito que os portugueses percebem tudo à primeira....só um é que não...o tal Sócrates, mas como não foi ele que veio, foi mais fácil. Boa viagem até Madrid.


O JULIS RIMANTE WORLD na sua nobre missão de informar, leva a verdade deste Heróico Povo, que foi enxovalhado na praça pública pelos poderes imperialistas, que até resultados de futebol conseguem traficar. Viva a Coreia, que muito nos honrou com o empate, que acabou por ser um óptimo score, já que nos qualifica para os oitavos de final, aliás como tinha sido dimanado pelo orgãos capitalistas. O Brasil é que ficou de fora e isso não é um problema nosso...

LADY GAGA

Lady Gaga, nome artístico de Stefani Joanne Angelina Germanotta (Nova Iorque, 28 de março de 1986), é uma cantora de dance-pop e electrónica dos Estados Unidos
Em 2009, depois de abrir turnées de grupos como New Kids on the Block e Pussycat Dolls, embarcou na sua própria, a The Fame Ball Tour. Ainda, conseguiu vender mais de 20 milhões de singles digitais e 8 milhões de álbuns mundialmente, o que fez dela um dos artistas que mais vendeu em 2009.Em 2010 atingiu a marca de 10 milhões. Lady Gaga passou a ser reconhecida mundialmente pelo sucesso dos seus singles "Just Dance", "Poker Face" e "Bad Romance".
Musicalmente, Gaga é inspirada por cantores e grupos de glam rock como David Bowie e Queen, e por cantores de pop dos anos 1980 como Cher, Cyndi Lauper, Madonna , Michael Jackson e Kido Bigfather (na rua com o by de way). Ela também é inspirada por moda, o que ela diz ser essencial para suas composições e apresentações, e apoia a comunidade gay ao creditá-los por seu sucesso inicial.
       (Cher)                                                                                                                      (Kido Bigfather)


O JRW não pode passar ao lado do êxito de Lady Gaga. O nosso departamento de música contemporânea, solicitou uma entrevista à famosa cantora. O diálogo entre a Gaga e a nossa repórter Ju Patrocínio, é a seguir relatado para os leitores que se interessam por estas matérias.

P- Lady Gaga, a que se deve este sucesso recente mas tão retumbante?
R- Eu...eu...eu...achhhhhhhhhho quuuue seeeeeeee deeeeeeeeeeeve...ààààà minhaaaaaaaa múúúúúsisisisicacacacacacacaca e àààà imaaaaaaaaaaaagem....
P-A gaguez da Lady, será um factor que influenciou?
R-Taaaaaaaaaaaaaaaalllllllllvezzzzzzzzz, maaaaaaaaaaaaas...a cannnnnnnnnnntar...nãoooooooooo..gagueiiiiiiiiiiiiiiiijo.
P-A Lady é a primeira cantora gaga com grande sucesso...
R-Semmmmmmmpre ouuuuuveeeeeeeee gaaaaaaaaaaaagos, mas a cannnnnnnntar nãaaaaaao se notaaaa.
P- Just Dance e Poker Face foram os marcos no reconhecimento do mundo pela sua música, pretendeu alguma mensagem particular?
R- yes i wannnnnnnnnnnnnted....a 1ª: ééééé para a juventuuuuuude dannnnnnnnnnnnçar e a sesesesesesesegunda…nãããããão cacacacaca..cair..no vívvivivivicicicicio...do jojojojojogo..jogo..que sãããão coiiiiiiiiisas opossssssstas. Dançarrrrrrrrrrrrr..é bom eeeeeeeeee jojojojojogar...é mauuuuuuuuu.
P- Bad romance, também teve a mesma génese ? ou seja sensibilizar a juventude, através de uma música cativante e uma lírica forte e profilática?
R- Não ennnnnnnntennnnndiiiiii bem a quesssssssstão....mas achooooooooooo queeeeee foiiiiii iiiiiiiiiiisso tututututututudo e mais o acaacacacacacabar do meu nananananamomomoro...com o gagagagary....que vivivivivia cocococomimimimigo há 4 dias....
P- Porque sendo gaga optou por Lady Gaga?
R- Nãããão fui eu.....eu era a missssssssss gagagagagaga....na jujujujuventutututude, dedepois passassassassaram a chachachachamar a lalalady gaga...nãããão fui eu...mas nãããão me imimimimporporto...sou mesmesmesmesmesmo gaga.
P- Explora muito a componente física nos seus shows. Acha que a imagem é uma condição importante?
R- Ai não acho....claro que acho....não fossem as minhas belas pernas ninguém lá ia....vai tudo à espera de uma escandaleira....e como faço muitas e sempre diferentes....a malta adere e apoia....
P- Lady gaga, agora não gaguejou....
R- Quuuuandooooo?
P- Na resposta que me deu não teve gaguez....
R- Nããããão me diiiiiiiiiiiga.?....dessssssssculpe às veeeeeeeeezes eseseseesqueço-me....

ECONOMIA

       "A Alemanha é um perigo para a Europa"

A Alemanha a chamada locomotiva da Europa, está a ser alvo de críticas pela sua visão egocêntrica e de que a Europa tem sido vítima em vários e distintos momentos desde 1914, com destruições e reconstruções, que delapidaram recursos europeus inestimáveis e que fizeram dos países periféricos as maiores vítimas . O esforço alemão pela reconstrução da Europa tem também de ser salientado, mas a espaços, a maior potência europeia assume políticas que entricheiram os seus parceiros, numa lógica hegemónica, com a arma mais poderosa do mundo actual: A Economia.
Trata-se do comando político sobre os mais pobres, sem o encargo de os incluir no orçamento alemão. Pese o seu contributo para o orçamento comunitário, a política alemã condiciona, como se de uma instância superior se tratasse, a política dos governos europeus menos abastados, definindo as orientações dos Estados da EU.
Mais uma vez os germânicos olhando para o umbigo, impõem internamente um conjunto de medidas de austeridade, que não afecta os seus cidadãos da mesma forma que os programas de austeridade dos seus parceiros com menos recursos, afecta os seus nacionais. Trata-se de medidas para dar o exemplo, para que os mais pobres e com menor poder político na EU, sejam confrontados a implementar.
A contracção alemã e o seu programa de austeridade, foi motivo para as reflexões que a seguir se descrevem, quer de Soros, quer de Krugman.
 Pela envergadura das mesmas, o JRW, dá a conhecer aos leitores o seu conteúdo.

"Em causa está a decisão da Alemanha de avançar com um pacote de medidas de austeridade de 80 mil milhões de euros, que foi prontamente criticado pelo Governo francês e pela Administração norte-americana, segundo os quais, dado o relativo baixo nível de endividamento, caberia à economia alemã puxar pela europeia e aumentar a sua procura interna, numa altura em que muitos dos seus parceiros estão a ser forçados pelos mercados internacionais a cortar a fundo nos défices.
Não o fazendo, é a retoma da Europa que estará em perigo, dando mais probabilidade a um cenário de regresso da recessão, alegam Paris e Washington."
“Neste momento, os alemães estão a arrastar os seus vizinhos para a deflação, que conduzirá a um longo período de estagnação. E essa circunstância é favorável aos nacionalismos, à agitação social e à xenofobia. É a própria democracia que pode estar em risco”-Soros.
"A Alemanha está globalmente isolada. Porque não deixam os salários subir? Isso ajudaria outras economias da União Europeia a recuperar”
A orientação política alemã está a ser crescentemente contestada – dentro e sobretudo fora da Europa. Em véspera da cimeira do G20 deste fim-de-semana, em Toronto, Barack Obama pediu a Angela Merkel para que não ponha o “travão cedo demais” – sugestão rejeitada em Berlim, que lembrou estar a fazer a retirada progressiva dos estímulos introduzidos durante a fase mais aguda da recessão, em linha com as orientações fixadas pelo próprio G20.
Mais mordaz foi o Nobel da Economia Paul Krugman. "O mundo não precisa de menos, mas sim de mais programas de apoio à conjuntura, e a política de estabilidade alemã actualmente é o caminho errado", advertiu o economista norte americano. "Só quando a armadilha da depressão estiver afastada é que os governos devem ocupar-se dos défices", disse, sublinhando que "a deflação é um perigo muito maior do que a inflação".
O professor da Universidade de Princeton adverte inclusive para o cenário de uma guerra comercial entre EUA e Europa. "Se o euro passar a ter paridade com o dólar, os europeus vão ficar admirados com a s exigências que o Congresso dos EUA fará, e eu apoiarei", vaticinou. "Não permitiremos que alguns países exportem a sua política de austeridade e façam aumentar o desemprego nos Estados Unidos", alertou ainda Krugman."

ETNOGRAFIA

o folclore não é, como se pensa, uma simples colecção de fatos disparatados e mais ou menos curiosos e divertidos; é uma ciência sintética que se ocupa especialmente dos camponeses e da vida rural e daquilo que ainda subsiste de tradicional nos meios industriais e urbanos. O folclore liga-se, assim, à economia política, à história das instituições, à do direito, à da arte, à tecnologia, etc., sem entretanto confundir-se com estas disciplinas que estudam os fatos em si mesmos de preferência à sua reacção sobre os meios nos quais evoluem”

O JRW através do seu departamento de etnografia, fez uma pesquisa sobre algumas danças folclóricas do n/ país e actualizou a base de dados com novos grupos que entretanto emergiram no panorama folclórico português.

Algarve
O corridinho é uma das danças tradicionais de maior expressão no Algarve. É dançado aos pares, as raparigas por dentro e os rapazes por fora. Giram no mesmo lugar, movendo os pés de forma rápida.
Destaca-se naquela dança um grupo inglês, que apesar de deslocalizado, é uma referência mundial na expressão do folclore algarvio.
-RANCHO TÍPICO GORDON BROWN
Em Portugal estão em formação 2 grupos que terão no corridinho a sua especialidade:
-RANCHO FOLCLÓRICO  DO ENGENHEIRO  e CORPO ETNOGRÁFICO SAGRADA FAMÍLIA DE BOLIQUEIME.

Madeira
Nas diferentes regiões de Portugal há diferentes tradições, e a Madeira não é excepção. O Bailinho da Madeira, ou simplesmente bailinho, é a dança típica mais conhecida da ilha. É acompanhada do brinquinho - o instrumento regional tradicional, feito com castanholas, fitilhos e bonecos de paus, vestidos com o traje regional, que quando chocalhados contra a cana que os sustem, emite som.

Consultados todos os grandes especialistas do bailinho, a opinião foi unânime, quem melhor representa aquela maravilhosa dança, é o:
-GRUPO ETNOGRAFICO E RECREATIVO JOAO JARDIM

Minho
O Minho, sobretudo o Alto Minho, é rico em danças tradicionais, das quais se destacam o Vira a Chula, e o Malhão. O que mais sobressai delas, à parte da dança propriamente dita, é o vestuário das mulheres, que com as suas cores e acessórios variados, adornam o bailado, deixando o ambiente mais bonito e elegante.
O vira é uma dança com particularidades únicas, há muitos grupos que trabalham o vira com grande qualidade, mas o expoente mais representativo é o:
-GRUPO DE CANTARES FREITAS DO AMARAL-(vira)

Mais um exemplo do interesse de não nacionais, pelo folclore português, é o caso da chula, que apesar de muitos grupos portugueses bailarem com mestria esta moda, tem na Alemanha o seu expoente mais relevante.
-RANCHO TÍPICO E FOLCLÓRICO DE ANGELA     MERKEL-(chula)

O malhão caracterizado por uma grande movimentação dos bailarinos, tem neste grupo um excelente exemplo de dança marcada e sem paragens.
-GRUPO FOLCLÓRICO E DANÇAS DE MEDINA CARREIRA-(malhão)

Ribatejo
No Ribatejo a dança com maior difusão é o Fandango. É uma espécie de dança da sedução, o homem gira em torno da mulher cantando e gritando de forma entusiástica. Por vezes a dança é feita por dois homens que "competem", um contra o outro, frente a frente, sapateando o melhor que poderem.
Mais uma vez foi unânime a opinião dos etnógrafos, não há dúvida que o fandango, com a sua grande complexidade técnica, tem o seu mais credenciado representante no:
-AGRUPAMENTO DE CANTARES AO DESAFIO GOVERNO DE PORTUGAL

Trás-os-Montes
Em Trás-os-Montes, os Pauliteiros de Miranda fazem uma dança que se mostra muito relevante no folclore da região. Um grupo de homens vestidos com trajes típico enfrentam-se uns aos outros com palotes. A dança evolui com o som ritmado dos palotes a baterem e os movimentos dos intervenientes. Nestas "danças-combates" não entram mulheres.
A característica da constituição dos grupos de bailarinos, bem como a particularidade da dança, sem a presença de senhoras e pelos instrumentos de apoio utilizados, é soberbamente interpretada pelo já famoso grupo mundial:
-ASSOCIAÇÃO RANCHO FOLCLÓRICO UNIÃO GAY


JRW-etnografia@com

NA PEUGADA DO DESEJADO

O mito do sebastianismo:
"O Sebastianismo foi um movimento que ocorreu em Portugal na segunda metade do século XVI como consequência da morte do rei D. Sebastião na Batalha de Alcácer-Quibir, em 1578. Por falta de herdeiros, o trono português terminou nas mãos do rei Filipe II de Espanha.Basicamente é a esperança na vinda de um messias salvador e traduz uma inconformidade com a situação política vigente e uma expectativa de salvação, ainda que miraculosa, através da ressurreição de um morto ilustre apenas esperando o momento certo para voltar ao trono e afastar o domínio estrangeiro.O Sebastianismo porém continua vivo na mentalidade dos Portugueses."


                   CSI - MISSÃO IMPOSSÍVEL


A situação política actual, emaranhada no seu próprio processo autofágico, com o descrédito total perante a opinião pública e os eleitores em última instância, traz novamente ao imaginário nacional o mito Sebastianista.
A crise económica, associada à deterioração dos poderes: legislativo, judicial e executivo, que são amplamente perceptíveis na simples leitura de jornais, ou nos meios audiovisuais, que dão eco às incapacidades dos políticos de todos os quadrantes, para a resolução dos problemas nacionais, pairando que o seu apego é às conveniências de pessoas e grupos.
A ausência de elites com competência e seriedade, interessadas na procura de soluções, transmite a ideia de que o país é um barco à deriva, sem comandantes esclarecidos e sem rumos bem determinados. O país navega por mares nunca dantes navegados e com marinheiros impreparados para os desígnios da nação.
Este quadro profundamente preocupante, foi a pedra de toque para que um grupo muito restrito de pessoas ligadas ao partido do governo, que não estamos autorizados a divulgar e ante o cenário da perda de influência, por inoperância e incompetência do executivo em funções, prepare a nova liderança que o vai substituir.
A descredibilização atingiu tamanhas proporções, que o grupo de reflexão entendeu, que só com uma liderança surpreendente e fortíssima, poderá almejar manter-se à frente dos destinos do país. Por 4 votos contra 1, foi deliberado nessa discreta reunião, longe dos olhos da comunicação social, mas a que o JRW teve acesso, a descoberta do paradeiro de D. Sebastião desaparecido desde 1578, inscrevê-lo de imediato como militante, prepará-lo para assumir os destinos do partido no próximo congresso e de seguida governar o país. Ninguém melhor que o CSI, sobre o comando de Horatio Caine, para a árdua missão. O grupo contratou o famoso investigador e a sua equipe, para encontrar o paradeiro do rei, de forma que seja o próximo candidato do partido às eleições legislativas que se aproximam e que tudo leva a crer virem a ser antecipadas, apesar do líder da oposição tudo fazer, para que tal não ocorra.
A situação desastrosa das finanças públicas, tirou todo o vigor ao líder do PSD, que procura a todo o custo a implementação das medidas que deveriam ser tomadas pelo seu governo, de forma a não sofrer da impopularidade das mesmas. A hipocrisia da actuação do novel líder, identifica bem o carácter da alternativa que se propõe ao país.
Falamos com Horatio Caine, que se prestou a descrever o objectivo da missão e a estratégia estabelecida.
P- Mr. Caine, a missão foi ciclópica?
R- Of course, mas nós temos uma taxa de sucesso elevadíssima, aliás como é possível ver na TV: 100 %, pois os casos que não resolvemos, são muito poucos e retirados da série.
P- Mas encontrar alguém desaparecido há cerca de 432 anos, é uma tarefa mesmo para o seu prestigiado departamento, de grande improbabilidade...
R- Thanks pela simpatia, mas  conseguimos.
P- Que métodos  utilizaram?
R- Os que usamos nos filmes. 1º fomos ao local recolher vestígios de ADN, levamos aquelas lâmpadas que já viram na série, com aquela cor azulada, que detecta a existência de sangue. Encontramos muitos vestígios, pois a batalha foi grande. 2º-Pegadas eram imensas, recolhemos cerca de 43.234, que nos ajudou a estabelecer o padrão para a search. 3º-As impressões digitais, também eram em grande número. A search foi toda levada para as nossas bases de dados e finalmente lá tivemos um match.
P- Então sempre encontraram D. Sebastião, o provável candidato do PS a chefiar o governo?
R- Bem…isso é uma dedução sua. Nós encontramos a pessoa que nos incumbiram de encontrar. (resposta de Horatio Caine, com aquela calma enigmática, tirando os óculos de sol e lançando aquele  olhar típico, que é seu timbre na série televisiva e com as mãos nos quadris)
P-D. Sebastião?
R-Sim.sim…Mr.Sebastião.
P- Mas isso é incrível, encontrar uma pessoa após tanto tempo, parece de filme…
R- Não parece…é….de filme…
P- Onde estava o ilustre desaparecido?
R- Quem?
P-D. Sebastião…
R- Ah…Mr. Sebastião, estava no Tibete.
P-É um monge?
R-É um monge já com idade avançada, mas muito lúcido...
P- Conseguiram trazê-lo para Portugal?
R- Não sei se reparou, no que eu disse... que está muito lúcido...
P-O que quer dizer?
R- Entregamos um documento das pessoas que nos contrataram , Mr. Sebastião leu-o, esboçou um sorriso no início e uma gargalhada no final e said that, “ nem no Himalaia, quanto mais no Largo do Mouse...”
P- Mas então o Desejado, não volta?
R-Infelizmente não. O grupo ficou muito desapontado, mas lamentavelmente não o demovemos da sua vontade.
P- O caso está encerrado?
R- No que respeita ao nosso trabalho, sim. O grupo não desistiu e enviou 3 pessoas para sensibilizar Mr. Sebastião.
P- Quem?
R.- Priest Milícias, monk Hermano da Câmara e um priest de Vilar de Perdizes.
P- Então ainda não é uma missão infrutífera?
R- Ainda não, but será very difícil fazê-lo mudar de ideias. Aliás os 3 padres já foram há mais de 1 mês e a única mensagem que enviaram, foi a de que estavam muito bem com Mr. Sebastião e que daqui a 6 meses davam mais notícias. Isto exasperou o Grupo, que já enviou mais 30 pessoas...
P- Quem?
R- Não sabemos, mas é um conjunto de personalidades, que pretendem ver afastadas de Portugal.
P- O PM e o ministro das Finanças, estão nesse conjunto?
R- Estavam inicialmente, mas o Dalai Lama não autorizou a entrada no Tibete a ambos...
P- Mr. Horatio, o CSI é um éxito assinalável, combatendo o mundo do crime, mas os EUA são uma realidade diferente de Portugal. Há contactos para estabelecer um departamento em Portugal?
R- Na realidade fomos invited para constituir o CSI Azambujeira do Mar, que é o que mais se assemelha ao CSI Miami. Estamos a preparar as equipes.
Foram estas as palavras de Horatio Caine, que mais uma vez conseguiu resolver um intrincado enigma com cerca de 500 anos, descobrindo o paradeiro do Desejado, que contudo parece não desejar voltar à pátria.

GIFT


CAMILA FERREIRA
(A pedido de vários leitores)

POLITICA

                    
 TODA  A  VERDADE



O JRW ouviu!!!! algumas palavras do Dr. Mário Suarez sobre a situação nacional e o apoio do PS ao candidato Mané Legre.


P-Dr. Suarez como vê o estado do país?
R- Como é que hei-de ver? Calamitoso...o Governo, apesar de ser do meu partido, alterou a sigla para PS- Partido Surrealista, tais são os disparates que têm sido cometidos.
P- Tais como?
R- São tantos, mas vou lembrar alguns: o deficit foi de tal forma o erro, que as minhas famosas gafes, eram brincadeira de miúdos à beira desta. Casamentos entre homossexuais, bandeira de esquerda?...mas qual bandeira...faz TGV, não faz TGV, semana sim, semana não. Quase todos os dias há um ministro a fazer figura de parvo e não os calam. Não sobe impostos e depois foi o que se viu. Disseram que 15 dias mudou tudo...mas nem quem acredita no Pai Natal, aceitou o argumento. Agora dizem que a economia está boa, outra balela que a população não ingere. O problema é financeiro, mas que treta de caserna, gasta-se muito em tudo...é evidente que depois também é financeiro. Há um ano, incentivam o povo a gastar, para aumentar o consumo privado...agora o povo gasta de mais...
P- O papel do PR, que lhe sugere?
R- Por amor de Deus...não existe, junta uns rapazes, dá uma no cravo e outra na ferradura. Critica, mas aprova....moralista quanto baste, mas acção...só para show off eleitoral, mais parece a rainha de Inglaterra, isto sem desprimor para Sua Majestade. Inépcia total, tudo se afundou...e nada foi com ele....disse que avisou há não sei quantos anos...ai avisou? Se avisou, ia para o governo e não para a côrte, para isso há o D. Duarte de Bragança. A monarquia foi instaurada assim como quem não quer a coisa...eu bem me parecia, mas o povo tem destas coisas...pensa sempre que o melão é bom...mas depois de o abrir...vê que é...abóbora...


P- Podia ter feito mais?
R- Se podia? Pois claro que podia...o desvario foi tal, que segundo se diz, estamos perto da bancarrota, então o homem não sabe tanto de números? Depois da desgraça, põe-se no papel de animador, como se chegasse lá agora...mas que grande conversa da treta. Essa coisas das escutas, foi mais um momento ridículo...escutar o quê? sim... escutar o quê ? as conversas com os netos?
P- E o candidato do partido, o Legre?
R- Outro melão para se abrir....mas esse já eu sei que vai dar pepino e do grande....já estou como o outro...estou a avisar...
P- Então está muito céptico?
R- Isso é que eu não estou...tenho a certeza que o caminho vai ser mais para baixo. O meu partido, é um grupo de instalados, sem capacidade de pensar e criticar. Estão de tal forma enfeudados ao poder e às mordomias, que ninguém percebe que cavam a sua própria sepultura política. A preocupação é manter os tachos, sem qualquer sentido patriótico, apesar de utilizarem o argumento com despudor. A oposição é outra clique sedenta de chegar ao governo, para instalar o seu séquito. Não tem qualquer categoria, nem prestígio, pois as grandes figuras que poderiam ser alternativa, não se querem incomodar nem assumir responsabilidades...ficam os miúdos...
P- Mas então, resta-nos o abismo?
R- Prefiro a metáfora do prédio dos 15 andares...uns vão cair do 1º piso, outros vão-se estatelar do 15º....
P- Então da queda ninguém escapa?
R- Ah pois não...está à vista: desempregados, pobres, reformados, pmes...alguns ainda se vão aproveitar...há sempre abutres...mas cuidado o eng.º disse que é legítimo aos pobres...roubar...mas outros pensam que é legítimo roubar aos pobres...e como a classe média está a engrossar a dos desfavorecidos e explorados, tais são os ataques....a coisa vai ficar preta....
P- Propostas para inverter?
R- Tem de vir de outra gente, que sinceramente não vejo, mas pode ser que emirja da crise, gente com responsabilidade e sentido de Estado, que consiga transfigurar o funcionamento da democracia partidária. Gente que dê o exemplo, que tenha a coragem de se rodear de gente séria, enxotando os oportunistas, que só se pretendem servir do país. Não é fácil, mas a verdade é só uma, por este andar isto acaba mal, pois a população começa a encher o saco de escândalos, de compadrios, de injustiças, de falta de bom senso, enfim de: fascistas infiltrados...sim porque um falso democrata...não passa de um fascista infiltrado, que se serve da nobreza do regime, para se servir a si e a cambada de oportunistas que o seguem...
A política é uma das ciências caracterizada pela promoção do bem comum, mas muitos que se dizem políticos, alteram o conceito para a promoção do seu próprio bem...
Independentemente dos erros que cometi...e não foram poucos, sempre fui um patriota e lutei pela Democracia, estou velho mas não senil (apesar daquela ideia peregrina de concorrer às últimas eleições para Rei de Portugal...)...senilidade essa, que vejo eu em todos os sectores do exercício do poder...ou de quem se candidata a ele.


Estas SERIAM algumas palavras do Dr. Suarez, referência nacional, por muitos considerado o único estadista da Democracia, se mantivesse activo o seu propalado DIREITO À INDIGNAÇÃO...

SOCIEDADE

               WHITE PEACE AND LOVE

Esta história aconteceu recentemente na Província de Manitoba, no Canadá e foi documentada por um fotógrafo.
Os huskies siberianos estavam indefesos, presos na coleira quando de repente lhes surge um imenso urso polar...

Mas, o inacreditável aconteceu, para a felicidade dos huskies o urso queria só... brincar...

E ainda tem gente que pensa que a paz é impossível...




Quando a última árvore tiver caído,
Quando o último rio tiver secado,
Quando o último peixe for pescado,
Vocês vão entender que dinheiro não se come.
(Greenpeace)
 

(enviada por colaboradora do JRW)