BLOCO DE NOTAS

                          "NÃO TENHO TEMPO"
Na esplanada da Arcádia 2 amigos na casa dos 60 deambulam por entre as brumas da memória.
-Olha para aquilo….Não tem mais que 35, que pernas…
-Onde onde? Raios partam os óculos, com o embaciado do frio só vejo a estação de S. Bento.
-Ali mesmo em frente…tás ceguinho.
-Ah já vejo. Eh pá já tem para aí uns 60 e está de calças…
-Ó homem tás a olhar para o cauteleiro…vê a moça que está ao lado.
-Ah já estou a ver, realmente que par de pernas. Faz-me lembrar a Zulmira que conheci há cerca de 40 anos. Era tal e qual. Não será ela?
-???
-Não faças essa cara, vou-lhe falar.
- Boa tarde, sou o Nando, desculpe a menina é a Zulmira?
- Boa tarde. Como sabe o meu nome?
-Eu explico, estou ali com um amigo que me chamou a atenção para a beleza da Estação de S. Bento e na passada oftalmológica, reparei na menina e reconhecia-a. Deve-se lembrar de mim, conhecemo-nos no baile do Vasco da Gama e depois tivemos namoro durante uns mesitos. Tá recordada?
-Perfeitamente Nando. Você foi um malandro que depois desapareceu…
-Fui mobilizado para o Ultramar e não quis despedidas. Foi traumático, mas diga-me como consegue manter-se com esse aspecto tão jovem?
-Nando, casei com um cirurgião plástico de que me divorciei e vivi 10 anos com um especialista em conservação da Natureza, os dois contribuíram para o meu estado que pelos vistos é do seu agrado…
-Se é…esses homens foram uns santos. A menina deve ter aí uns 60 e não aparenta mais de 35…
-Obrigado Nando. Você que faz?
-Estou aposentado. Depois de vir de África fui trabalhar para o BES e mantive-me lá até me reformar.
-Que coincidência incrível. Não vai acreditar.
-Diz…diz… Zulmira.
-Fui a uma consulta de cartomancia e a Zefa disse-me que iria conhecer um aposentado do BES que já não via há muitos anos e que iriamos ter uma relação muito bonita que tinha sido interrompida…
-Cruzes. Disse isso?
- Tal e qual.
-Serei eu?
-Só pode, os outros que conheci eram do BPI, BCP, BANIF, BPN, CPP e de outros bancos, do BES só tu…
-Bem Zulmira o melhor então é pararmos por aqui…
-Porquê?
-Não tenho tempo. Beijinho e muita saúde.
-Eh pá conhecias a moça? Ela deu-te um troco…
-Plácido antes o tempo dava para ir de manhã, de tarde e à noite, agora não temos tempo e sem tempo não vale a pena perder tempo.